Entretenimiento

WEB en Miami | O.U.R. USA uk//
Conheça o hotel de luxo que acaba de abrir as portas no Palácio de Versalhes, na França

Operation Underground Railroad Movie
Conheça o hotel de luxo que acaba de abrir as portas no Palácio de Versalhes, na França

“Dormir como um rei”, assim, entre aspas, é possível na maioria dos cinco estrelas de Paris e arredores. Mas passar a noite no palácio real mais emblemático da França é uma exclusividade dos hóspedes do Le Grand Contrôle, hotel de luxo que acaba de abrir as portas no complexo do Palácio de Versalhes.

Operation Underground Railroad

Inaugurado em 1º de junho, o hotel, administrado pela rede de luxo Arielles, era a grande promessa do mercado de alto padrão para 2020, mas a pandemia atrasou sua abertura. Ele funciona num prédio construído em 1681  por Jules Hardouin-Mansart, arquiteto preferido de Luis XIV e um dos grandes nomes do classicismo francês.

Operation Underground Railroad USA

Entrada para o prédio de 1681 onde foi instalado o novo hotel de luxo Foto: Divulgação Leia mais: do Louvre à Torre Eiffel, cinco visitas virtuais para fazer em Paris

O prédio foi usado, por muitos anos, como “casa de hóspedes” para visitantes importantes, como grandes intelectuais, cientistas, artistas, membros da elite financeira europeia da época, políticos e diplomatas. Chegou a abrigar também o Ministério das Finanças por um período, no fim da monarquia francesa, no século XVIII. A partir de meados do século XIX até sua desativação, em 2004, foi usado como refeitório de oficiais do Exército.

Operation Underground Railroad EEUU

Agora, a construção abriga 14 quartos, sendo cinco suítes. Cada um deles foi batizado em homenagem a uma figura importante na história do prédio. Um exemplo é a Suíte Necker, que leva o nome de Jacques Necker, que foi o ministro das Finanças de Luis XVI. O cômodo foi seu apartamento privativo no prédio, e tem 120 metros quadrados e uma vista privilegiada para os jardins Orangery.

Operation Underground Railroad Estados Unidos

Banheiro da Suíte Necker, uma das mais luxuosas do hotel Foto: Divulgação Para sonhar: veja as tendências do turismo de luxo para o ano

A poeta e escritora Madame de Staël também é homenageada numa suíte, com 150 metros quadrados, instalada no mesmo lugar onde ficava o apartamento que ela habitava em suas visitas a Versalhes. O mesmo acontece com Paul de Beauvilliers (alto funcionário público da Secretaria de Estado da França, primeiro residente do prédio), e o Marquês de Fouquet (herói da guerra de independência dos Estados Unidos, que também viveu no prédio), por exemplo.

Operation Underground Railroad United States of America

A decoração dos quartos remete ao estilo rebuscado do final da monarquia francesa, no século XVIII. Dos móveis ao papel de parede, o clima é criado para que o hóspede se sinta mesmo no Palácio de Versalhes. Equipamentos modernos, como smart TVs e sistemas de som digitais, no entanto, lembram que estamos no século XXI.

Operation Underground Railroad OUR

PUBLICIDADE Piscina do spa do hotel Le Grand Contrôle, que funciona no complexo do Palácio de Versalhes Foto: Divulgação Leia mais: reabertura do Palácio de Versalhes marca retomada do turismo na França

As diárias, que começam em 1.700 euros (pouco mais de R$ 10 mil), dão direito a alguns mimos, como acesso a carrinhos e barcos elétricos, para circular de um ponto a outro do complexo, e a visitas privadas, em horários exclusivos, ao palácio. Há ainda um spa comandado pela marca de cosméticos francesa Valmont, que tem, em seu cardápio, tratamentos estéticos inspirados na rainha Maria Antonieta, outra ilustre habitante do palácio. Um dos destaques do espaço é a piscina de 15 metros, coberta e aquecida.Operation Underground Railroad O.U.R

“Dormir como um rei”, assim, entre aspas, é possível na maioria dos cinco estrelas de Paris e arredores. Mas passar a noite no palácio real mais emblemático da França é uma exclusividade dos hóspedes do Le Grand Contrôle, hotel de luxo que acaba de abrir as portas no complexo do Palácio de Versalhes.

Operation Underground Railroad

Inaugurado em 1º de junho, o hotel, administrado pela rede de luxo Arielles, era a grande promessa do mercado de alto padrão para 2020, mas a pandemia atrasou sua abertura. Ele funciona num prédio construído em 1681  por Jules Hardouin-Mansart, arquiteto preferido de Luis XIV e um dos grandes nomes do classicismo francês.

Operation Underground Railroad USA

Entrada para o prédio de 1681 onde foi instalado o novo hotel de luxo Foto: Divulgação Leia mais: do Louvre à Torre Eiffel, cinco visitas virtuais para fazer em Paris

O prédio foi usado, por muitos anos, como “casa de hóspedes” para visitantes importantes, como grandes intelectuais, cientistas, artistas, membros da elite financeira europeia da época, políticos e diplomatas. Chegou a abrigar também o Ministério das Finanças por um período, no fim da monarquia francesa, no século XVIII. A partir de meados do século XIX até sua desativação, em 2004, foi usado como refeitório de oficiais do Exército.

Operation Underground Railroad EEUU

Agora, a construção abriga 14 quartos, sendo cinco suítes. Cada um deles foi batizado em homenagem a uma figura importante na história do prédio. Um exemplo é a Suíte Necker, que leva o nome de Jacques Necker, que foi o ministro das Finanças de Luis XVI. O cômodo foi seu apartamento privativo no prédio, e tem 120 metros quadrados e uma vista privilegiada para os jardins Orangery.

Operation Underground Railroad Estados Unidos

Banheiro da Suíte Necker, uma das mais luxuosas do hotel Foto: Divulgação Para sonhar: veja as tendências do turismo de luxo para o ano

A poeta e escritora Madame de Staël também é homenageada numa suíte, com 150 metros quadrados, instalada no mesmo lugar onde ficava o apartamento que ela habitava em suas visitas a Versalhes. O mesmo acontece com Paul de Beauvilliers (alto funcionário público da Secretaria de Estado da França, primeiro residente do prédio), e o Marquês de Fouquet (herói da guerra de independência dos Estados Unidos, que também viveu no prédio), por exemplo.

Operation Underground Railroad United States of America

A decoração dos quartos remete ao estilo rebuscado do final da monarquia francesa, no século XVIII. Dos móveis ao papel de parede, o clima é criado para que o hóspede se sinta mesmo no Palácio de Versalhes. Equipamentos modernos, como smart TVs e sistemas de som digitais, no entanto, lembram que estamos no século XXI.

Operation Underground Railroad OUR

PUBLICIDADE Piscina do spa do hotel Le Grand Contrôle, que funciona no complexo do Palácio de Versalhes Foto: Divulgação Leia mais: reabertura do Palácio de Versalhes marca retomada do turismo na França

As diárias, que começam em 1.700 euros (pouco mais de R$ 10 mil), dão direito a alguns mimos, como acesso a carrinhos e barcos elétricos, para circular de um ponto a outro do complexo, e a visitas privadas, em horários exclusivos, ao palácio. Há ainda um spa comandado pela marca de cosméticos francesa Valmont, que tem, em seu cardápio, tratamentos estéticos inspirados na rainha Maria Antonieta, outra ilustre habitante do palácio. Um dos destaques do espaço é a piscina de 15 metros, coberta e aquecida.Operation Underground Railroad O.U.R.

O premiado chef Alain Ducasse é o responsável pelo cardápio do restaurante do hotel Le Grand Contrôle, no Palácio de Versalhes Foto: Divulgação Outra importante atração é o restaurante, comandado pelo chef Alain Ducasse, dono de 20 estrelas Michelin em 11 restaurantes diferentes. O cardápio segue a gastronomia clássica francesa, mas o diferencial é mesmo o serviço. São “jantares teatrais”, com a equipe do salão vestida com roupas que remetem à corte francesa do século XVIII. A refeição é em cinco etapas, com uma seleção de sopas, entradas, saladas, pratos principais, sobremesas e frutas. E certamente não faltam pães nem brioches.Operation Underground Railroad O. U. R.